Estreia

23/03/2021
Terça-feira

FORA DA ORDEM – DIGITAL

Cia Baiana de Patifaria
Classificação indicativa: 14 ANOS
Disponível até 26/03/2021 às 20h

Sinopse: 

FORA ORDEM, O ESPETÁCULO Ditadura, racismo, homofobia, violência, guerras santas, intolerância de vários tipos são alguns dos temas abordados em FORA DA ORDEM, um espetáculo que tem como força motriz discutir questões que as manchetes estampam a cada dia e que parecem revelar um mundo em busca de algo que pode ser uma nova ordem. FORA DA ORDEM, através da figura de um ATOR como um mestre de cerimônias, introduz o espectador no ritual do teatro com a apresentação de cada componente da equipe técnica envolvida para contar as histórias da família Telles Pinto que mistura ficção e realidade. O texto do espetáculo começa exatamente uma semana antes do Natal de 1968, ano em que a ditadura endureceu tirando direitos fundamentais de cada cidadão com a promulgação do AI-5. Através de um núcleo familiar que vai desmoronando ao longo do espetáculo, FORA DA ORDEM expõe aos que não viveram os ‘anos de chumbo’ o quão nocivo foi aquele período para a nação em vários sentidos: veto aos direitos políticos, cerceamento das liberdades individuais, censura prévia da informação que atingiu a todos e, mais brutalmente, as artes. O conflito se estabelece ao colocar em cena um pai militar e torturador num embate com quatro filhos que têm, como o próprio texto define, ‘a alma livre’. Ao longo de duas gerações o público verá a transmudação da família até os dias atuais. Os irmãos Pedro, Glorinha, Jonas, Adriano e seu filho Pedrinho são os personagens que compõem FORA DA ORDEM. Recriar um ambiente de censura e arbitrariedades como o que o ator Lelo Filho chegou a viver não foi tarefa simples. Foi como mexer num baú de memórias do período em que textos teatrais passavam pelo crivo da censura, novelas eram proibidas no dia de seu lançamento, discos de vinil tinham faixas arranhadas, letras de música ganhavam metáforas pra driblar as proibições do regime militar. Lelo Filho releu cartas, diários, ouviu histórias da própria família que teve conhecidos perseguidos pelos militares. O que o público assiste é um mix de teatro e projeções, como um filme que se passa na cabeça do ATOR que contará essas histórias. Somado ao material original filmado para o espetáculo com atores e integrantes de sua própria família, Lelo Filho e a equipe de FORA DA ORDEM reuniram fotos e vídeo captados em zonas de conflito como Líbia, Haiti, Tunísia, etc, feitas pelo fotógrafo e documentarista André Liohn, paulista de Botucatu e primeiro sul americano a ganhar o Robert Cappa Gold Medal, um dos mais prestigiados prêmios de fotografia do mundo. Fotos do português João Pina, que acaba de lançar ‘Condor’, livro que reconta a operação que matou vários opositores das ditaduras na América Latina, imagens do documentário ‘Dzi Croquetes’ da dupla Raphael Alvarez e Tatiana Issa, além de registros fotográficos de Elói Correa, Leo Costa e Rafael Martins. A foto da arte gráfica é de Mercury.

Ficha Técnica

Texto e direção: lelo filho
Diretor assistente e design de luz: Odilon Henriques
Direção, produção, edição de imagens, operação de vídeo e sonoplastia: Dedeco Macedo edição de áudio, operação de luz e técnico transmissão: Fernando Bitencourt
Figurino: Lelo Filho e Miguel carvalho
Cenografia: Lelo Filho, gringo Freitas e Marcos Motta
Adereços: Maurício Martins e acervo boca de cena
Produção: Marcos Motta/Lelo filho
Design gráfico: Bamboo Design
Realização: cia baiana de patifaria
Participações mais que especiais alan miranda, bertrand duarte, diogo lopes filho hamilton cerqueira lima, joão victor sobral, jorge de la puente, julia prud'homme, lucas lins, maira lins márcia valério, maria Júlia lins, mário bezerra, natália valerio pedro lins, rita valerio, talis castro, tea malheiros vicente rodrigues bomfim, vinícius nascimento, wanderley meira
Fotografias e imagens andré liohn (fotos ‘zonas de conflito’ e vídeo 'hamid') raphael alvarez e tatiana issa (imagens Dzi Croquetes) joão pina (fotos condor) mercury (foto da arte), marcos motta (fotos de cena) elói corrêa, rafael martins, leo costa arranjo e gravação ‘creep’ richard meyer (visgo de jaca) e jaison brasil

ProgramaçãO

Estreia

27/03/2021

Sábado

MEDEIA NEGRA

Márcia Limma
Salvador

Adulto

Classificação indicativa: 16 anos

Disponível até 29/03/2021 às 23h59

Estreia

26/03/2021

Sexta-feira

ENTRE A CRUZ, A ESPADA E A ESTRADA - COMO NASCE UM ARTISTA SERTANEJO

Grupo Caçuá de Teatro
Vitória da Conquista

Adulto

Classificação indicativa: 14 anos

Disponível até 29/03/2021 às 8h

Estreia

26/03/2021

Sexta-feira

ALCANTIL GLITCH

Coletivo Zero
Jequié

Adulto

Classificação indicativa: 14 anos

Disponível até 29/03/2021 às 8h

Estreia

25/03/2021

Quinta-feira

CRIANÇA FERIDA OU DE COMO ME DISSERAM QUE EU ERA GAY

Vinicius Bustani
Salvador

Adulto

Classificação indicativa: 14 anos

Disponível até 28/03/2021 às 20h

Estreia

25/03/2021

Quinta-feira

GBAGBE - ÁRVORE DAS MEMÓRIAS

Nando Zâmbia
Alagoinhas

Adulto

Classificação indicativa: Livre

Disponível até 28/03/2021 às 8h

Estreia

24/03/2021

Quarta-feira

A TRAVESSIA DO GRÃO PROFUNDO

Cia Avatar / Núcleo Caatinga / Ciacen
Irecê

Adulto

Classificação indicativa: 14 anos

Disponível até 27/03/2021 às 20h

Estreia

24/03/2021

Quarta-feira

CONSOLO UM SOLO DE CONTAÇÃO FEMINO-CIRCENSE

Alice Cunha
Palmeiras

Adulto

Classificação indicativa: Livre

Disponível até 27/03/2021 às 8h

Estreia

23/03/2021

Terça-feira

FORA DA ORDEM – DIGITAL

Cia Baiana de Patifaria
Salvador

Adulto

Classificação indicativa: 14 anos

Disponível até 26/03/2021 às 20h

Estreia

23/03/2021

Terça-feira

EU VEJO VOCÊ, ROSAS NEGRAS

Fabíola Nansurê
Alagoinhas

Adulto

Classificação indicativa: Livre

Disponível até 26/03/2021 às 8h

Estreia

22/03/2021

Segunda-feira

O SALTO

Ninha Almeida
Palmeiras

Adulto

Classificação indicativa: Livre

Disponível até 25/03/2021 às 8h

Alguma
dúvida?
Fale com
a gente!

Não se preocupe seus
dados estão seguros.

Quem
SomoS

O Festival Solos de Teatro da Bahia nasce da parceira entre 2 grupos de Salvador/BA: Coletivo Duo e Ovo Teatro e Audiovisual.

O Coletivo Duo tem 10 anos de fundação e conta com 7 espetáculos em seu repertório, entre adultos e infanto-juvenis, além de Performances, Intervenções Urbanas, Demonstrações de Trabalho e Oficinas.

O Ovo Teatro e Audiovisual tem 18 anos de fundação, foi criado em Brasília e se estabeleceu em Salvador. Entre suas criações estão os espetáculos Escola de Bufões, O califa da rua do sabão, e Os enamorados. Seu trabalho mais recente é o curta-metragem (Phersu(s)).

CoordenaçãO

Antonio Fábio

Antonio Fábio

Bacharel em Interpretação e Direção Teatral. Também, Especialista em Linguagens Artísticas e Educação. Após anos de atividade profissional em Brasília, DF, onde criou o grupo Ovo Teatro e Afins, mudou-se para Salvador em 2017 onde desenvolve seu ofício sendo ator, diretor teatral, produtor e professor de interpretação. Na capital baiana participa da cena artística e cultural. É diretor artístico/coordenador do Ovo Teatro e Audiovisual.

Israel Barretto

Israel Barretto

Formado em Educação Física pela Universidade Católica do Salvador, iniciou seus trabalhos artísticos com o grupo de teatro da diretora Clécia Queiroz. Participou de diversos cursos, oficinas e montagens de espetáculos com nomes como Márcio Meireles, Hebe Alves, Luiz Antônio Sena Jr, Felipe Assis, dentre outros. Por seu espetáculo solo O avô e o rio recebeu a indicação de Melhor Ator no Prêmio Braskem de Teatro 2019.

Marcos Lopes

Marcos Lopes

Marcos Lopes é ator, palhaço, circense, produtor e artista de rua. Em sua pesquisa estão as linguagens da música, do circo, das danças populares, da literatura de cordel e do teatro. Estuda Interpretação Teatral na Universidade Federal da Bahia e é integrante o grupo de teatro Coletivo Duo. Seu trabalho solo infanto-juvenil O barão nas árvores foi indicado ao Prêmio Braskem de Teatro 2018 nas categorias Melhor Ator e Melhor Espetáculo Infanto-juvenil.

Saulus Castro

Saulus Castro

Ator, Encenador, Produtor e engenheiro de divagações, concebeu e dirigiu espetáculos pelo Coletivo Duo e com outros artistas e grupos. Compartilha aprendizados em oficinas e aulas de Teatro. Compõe o Colectivo Latinoamericano Âmbar e tem incursões em Cinema.

Clique e baixe
o e-book do
regulamento

SoloS na rede

Realização:

Apoio Financeiro: